As Farpas (1871-1972) #15

O corpo legislativo (...) Às vezes procura viver, mover-se, e demonstra então, em rpovas incessantes, a sua incapacidade orgânica para discutir, para pensar, para criar, para dirigir, para resolver a questão mais rudimentar de administração. (...) O parlamento é uma casa mal alumiada, onde se vai, à uma hora, conversar, escrever cartas particulares, intrigar um pouco, e combinar partidas de whist. O parlamento é uma sucursal do Grémio. A tribuna é uma prateleira de copos de água intactos.

 

In As Farpas (edição de Outubro 2004), Maio de 1871

 


publicado por Queirosiana às 20:30 | link do post | comentar