Cartas

Ernesto Chardron foi o editor de Eça de Queiroz. Nesta carta, vemos que a relação entre ambos não era um mar de rosas.

 

"Realmente, meu prezado amigo, seria simplesmente jocoso o querer persuadir-me que a publicação dos meus livros tem sido para si causa de perdas e transtornos; e não é menos curiosa a insistência com que V. Ex.cia às vezes me reclama trabalho. Que eu esteja doente, ou tenha afazeres, ou esteja sem verve - é-lhe perfeitamente indiferente; e as minhas conveniências, ou as minhas condições de espírito não lhe merecem a mínima consideração: o essencial é que eu produza tantas folhas de prosa por dia, como um negro deve cortar uma certa porção de cana-de-açúcar. Eu digo-lhe isto, meu prezado amigo, em perfeita harmonia e a rir; e mesmo se V. Exª relesse as cartas que às vezes me escreve riria também, a sangue frio, do despotismo com que me impõe tarefas - como se eu não fosse um homem livre, num país livre."

 

Carta de Eça de Queiroz dirigida a Ernestro Chardron (5 de Fevereiro de 1879)

 


publicado por Queirosiana às 22:26 | link do post | comentar